Blog

Postado em em 3 de setembro de 2022

Comandos em SQL que Você Precisa Aprender!

Sendo o SQL uma linguagem tão importante para a estruturação de banco de dados (BDs), é importante memorizar e conhecer os principais comandos.

Ter um bom domínio dos comandos SQL é uma boa forma de saber como sair de situações difíceis, com soluções práticas para o dia a dia.

No trabalho do dia a dia, esses comandos serão muito usados. Por isso, é fundamental ter atenção a eles, saber a diferença entre cada um, saber exatamente em quais casos deverão ser utilizados e mais.

Entenda melhor esse tema com este conteúdo. Falaremos sobre as categorias dos comandos e sobre os comandos mais usados, com exemplos práticos em imagens para ilustrar.

Para receber por e-mail o(s) arquivo(s) utilizados na aula, preencha:

10 comandos básicos em SQL (com exemplos)

Podemos dividir os comandos SQL em grupos: DDL, DQL, DML, DCL e TCL. 

Os DDL (Data Definition Language) são estruturais. Eles servem para definir aspectos da estrutura do banco de dados, como criar tabelas, excluir tabelas, alterar tabelas e mais. São mais focados em um aspecto amplo, e menos nos dados necessariamente.

Os comandos DQL (Data Query Language) são mais focados na consulta. Ou seja, eles servem para recuperar dados e fazer a leitura ou manipulação deles. Indica onde está o dado que se quer gerenciar em um dado momento. 

Depois da consulta, você pode ter os comandos DML (Data Manipulation Language), que são específicos para manipulação direta.

Os DML servem para inserir dados, atualizar e modificar, bem como excluir dados da tabela. São ações que mudam diretamente os dados, em vez de alterar a estrutura (como os DDL). 

Os DCL (Data Control Language) são importantíssimos em um contexto de maior ênfase na segurança: são voltados para controle de acesso e autorização/permissão a uso e visualização dos dados. 

Além disso, eles controlam os privilégios de acesso e fazem a revogação de direitos também.

Por fim, entre as categorias, temos o TCL/DTL (Data Transaction Language). São comandos para transação de dados. 

Vamos então a uma lista de 10 dos comandos SQL mais usados e entenderemos em quais categorias eles se encaixam. 

1. CREATE DATABASE

O primeiro comando é o CREATE DATABASE, que serve para criar um banco de dados, que é onde vamos armazenar tabelas.

Criação de banco de dados
Criação de banco de dados

O CREATE DATABASE é uma variação do comando CREATE. É um DDL, ou seja, visa fundamentalmente alterar a estrutura do banco de dados, ao criar um conjunto de tabelas do zero. Ou seja, é o pontapé inicial do trabalho com BDs.

2. USE

Criado o banco de dados ou já tendo algum deles no seu computador, você pode utilizar o comando USE para selecionar o banco de dados.

Seleção de banco de dados
Seleção de banco de dados

Com o USE, nós selecionamos um banco de dados que queremos editar. Ou seja, especificamos qual é o conjunto de tabelas a ser gerenciado. Também é um comando DDL.

3. CREATE TABLE

Após a criação e seleção do banco de dados nós podemos partir para a criação de tabelas no SQL, e para isso vamos utilizar o CREATE TABLE.

Com esse comando estamos criando uma tabela com 5 colunas e estamos definindo o tipo de cada uma das colunas.

Criação de tabelas
Criação de tabelas

O CREATE TABLE é um comando DDL. Pode ser usado depois do CREATE DATABASE, uma vez que já temos o banco de dados estabelecido. 

O CREATE TABLE já deve indicar na criação as colunas da tabela e os tipos de dados que serão inseridos. Também ajuda a configurar a questão da chave-primária, aquele elemento que permite a interligação entre tabelas. 

4. INSERT INTO

Caso você não tenha informações na sua tabela e queira adicioná-las basta utilizar o comando INSERT INTO, que é o comando para adicionar dados na tabela com SQL.

Incluindo dados na tabela

O INSERT INTO é um comando DML, ou seja, voltado para gerenciar e manipular dados específicos dentro das tabelas. 

Por isso, a cláusula INTO deve especificar de qual tabela estamos falando. É preciso especificar também os campos da tabela que receberão os valores novos.

5. SELECT FROM

O SELECT é um exemplo perfeito de DQL, ou comando para consulta de dados. Ele deve ser acompanhado de uma indicação específica do local onde o dado será consultado (o FROM). 

O SELECT é um dos comandos SQL mais importantes e mais versáteis quando se trabalha com SQL. Pode ser usado em casos de leituras simples, como também se adapta a processos mais complexos. Tudo depende da demanda. 

Selecionar dados em uma tabela
Selecionar dados em uma tabela

Então com esse código você vai poder selecionar as colunas específicas ou todas (com o *) de uma tabela.

6. ORDER BY

Mais um DML (manipulação). A função do ORDER BY é simplesmente ordenar os dados de acordo com alguma lógica, algum critério específico. Vai te ajudar a ordenar as informações dentro de uma coluna para que fique mais fácil a visualização.

Ordenar dados na tabela
Ordenar dados na tabela

É usado dentro de um comando SELECT, especificando qual vai ser o elemento de referência para a ordenação. 

7. WHERE

A cláusula WHERE é usada em casos de consulta para ajudar a especificar os dados que serão consultados e manipulados. 

Ele serve para filtrar dados em uma tabela.

Com o filtro você facilita a visualização dos dados, mostrando apenas as informações que precisa ver.

Comandos em SQL
Filtrar dados na tabela

É importante usar esse elemento para definir exatamente qual dado será usado para alteração, bem como a linha.

Quando ocorre a situação em que as pessoas esquecem o WHERE, há um risco grande de fazer uma alteração global, ou seja, em todas as linhas da tabela, o que gera uma grande confusão. 

8. UPDATE

Um clássico exemplo de DML. O UPDATE serve para atualizar dados nas tabelas. 

É preciso usar o WHERE para especificar qual é o dado, pois, caso contrário, a pessoa vai aplicar a atualização em todas as linhas da tabela.

Comandos em SQL
Alterando valores na tabela

É usado quando é preciso inserir um novo dado ou alterar algo que já estava registrado. 

Por exemplo, se uma pessoa indica uma informação no formulário e depois solicita mudança. Então, o programador do banco de dados vai naquela linha e naquela coluna e realiza a alteração. 

9. DELETE FROM

O DELETE também é um DML que precisa de muito cuidado para ser usado. Ele exclui dados de acordo com um critério definido ou então um dado em específico.

Comandos em SQL
Excluindo linhas da tabela

Apaga as informações apenas, ao passo que a estrutura e o objeto em si continuam existentes. 

10. TRUNCATE TABLE

Para finalizar nossa lista de comandos SQL, nós temos o comando TRUNCATE TABLE que serve para excluir todos os dados da tabela.

É um comando mais direto e simples que apaga as informações de uma tabela e a redefine para um estado inicial, vazio, sem informações. 

Comandos em SQL
1Excluir todos os dados da tabela

É uma forma mais simples de apagar informações sem um critério específico informando filtros.

Evidentemente, deve ser usado em casos muito específicos, quando realmente se tem certeza da necessidade de exclusão da tabela. 

Conclusão

Nessa aula rápida eu te mostrei 10 comandos básicos em SQL que você precisa aprender!

Você pode ir testando esses comandos para fixar melhor o que aprendeu e até utilizar em alguma base de testes!

Hashtag Treinamentos

Para acessar outras publicações de SQL, clique aqui!


Quer aprender mais sobre SQL com um minicurso básico gratuito?


Quer receber um minicurso 100% gratuito de Excel? Preencha seu e-mail abaixo!