Blog

Postado em em 24 de agosto de 2022

Curso de Power BI Aula1 – Primeiros Passos no Power BI

Hoje em Curso de Power BI Aula1 vamos dar início ao nosso curso básico te mostrando os primeiros passos no Power BI!

Caso prefira esse conteúdo no formato de vídeo-aula, assista ao vídeo abaixo ou acesse o nosso canal do YouTube!

Curso de Power BI Aula1

Para receber por e-mail o(s) arquivo(s) utilizados na aula, preencha:

Curso de Power BI Aula1

Fala, Impressionadores! Na aula de hoje nós vamos dar início ao nosso Curso Básico de Power BI aqui no canal da Hashtag Treinamentos!

A ideia é te mostrar os primeiros passos no Power BI, mostrar o que é o Power BI, como ele funciona, o que você pode fazer e claro, vamos construir um projeto prático para que você aprenda!

O Power BI é uma ferramenta de BI (Business Intelligence), ou seja, é uma ferramenta que permite a análise de dados para tomada de decisão.

Essa análise pode ser feita em qualquer área, não tem uma área específica em que usamos o Power BI, então para o nosso exemplo nós vamos fazer uma análise de RH no Power BI.

Para isso é necessário que você tenha uma base de dados para análise, ou seja, vamos precisar das informações que vamos analisar.

E a partir desses dados é que vamos fazer o tratamento dos dados, depois criar fórmulas, fazer alguns cálculos, criar colunas, medidas, gráficos, tabelas, até a construção do nosso dashboard.

E aí, está curioso para saber como o Power BI funciona e como construir o seu primeiro projeto dentro do Power BI?

Arquivo base

Iremos trabalhar com um arquivo de Excel, que será a nossa base de dados, que tem as informações dos funcionários de uma empresa. Temos: nome, sobrenome, gênero, endereço, datas de contratação e demissão, salário, benefícios, cargo, área, quantidade de horas extras e nota de avaliação.

A tabela de dados (também chamada de característica nesse caso) vai ter informações únicas, a cada linha. Mais informação a respeito dos tipos de tabela no Power BI você encontra aqui nessa outra postagem do blog!

Importando os arquivos para o Power BI

Esse arquivo contendo a aba de interesse será importado para o Power BI a partir do método tradicional, já mostrado em outras aulas, que é:

  • Vamos obter dados a partir do Excel
  • Selecionar as planilhas (abas) em questão
  • Clicar em Transformar Dados, nesse caso.

Pronto, agora o Power Query, que é o editor de consultas do Power BI foi aberto. Nele poderemos tratar os dados das mais diferentes maneiras.

A primeira modificação é alterar o nome da planilha importada para dar um nome intuitivo, caso sejam importadas várias planilhas para o Power BI, para identificá-la ou diferenciá-la.

No nosso exemplo iremos mudar o nome padrão de Plan1 (nome da planilha/aba do arquivo em Excel) para BaseFuncionarios.

Para isso, iremos na guia aberta à direita, “Config. Consulta”, e iremos simplesmente apagar o “Plan1”, digitar o “BaseFuncionarios” e dar Enter. Fazendo isso, teremos o seguinte resultado:

O próximo passo é identificar potenciais dados a serem modificados, com olhar analítico.

Por exemplo: temos duas colunas que podem ser mescladas, para que tenhamos uma melhor visualização de dados em menos colunas.

No nosso arquivo de exemplo temos as colunas “Nome” e “Sobrenome” separadas. Seria mais interessante ter o nome completo da pessoa em uma coluna ao invés de duas.

OBS:    Transformar   X   Adicionar Colunas

Se optarmos por fazer a mesclagem na guia Transformar, as duas colunas (Nome e Sobrenome) se transformarão em uma coluna só, e as originais não serão mantidas.

Na opção de Adicionar Colunas, se as duas colunas originais serão mantidas e será criada uma nova com as informações mescladas.

No exemplo iremos optar pela guia Transformar, porque queremos ter uma coluna só com nome e sobrenome.

Para isso, iremos selecionar as colunas Nome e Sobrenome, nessa ordem e mesclá-las (faz diferença a ordem que os dados serão mesclados).

Devemos:

  • na guia Transformar (em 1)
  • clicar no cabeçalho da coluna Nome
  • segurar o botão Ctrl (teclado), e clicar no cabeçalho da coluna Sobrenome
  • clicar na opção de Mesclar Colunas (em 2).
  • Na caixa aberta (em 3) teremos a opção de escolher que tipo de Separador queremos utilizar e que nome queremos dar para a nova coluna (de resultado da mesclagem).
Mesclar Colunas
Mesclar Colunas
  • Vamos então selecionar “Espaço” na lista de separadores (padrão: “–Nenhum–“), porque queremos que os dados sejam mesclados com um espaço entre eles (por exemplo: “Nome Sobrenome”, e não “NomeSobrenome” – nenhum separador).
  • Em seguida escolheremos um nome para a coluna. No exemplo, iremos adotar Nome Completo e clicar em OK (em amarelo).

Teremos o seguinte resultado:

Podemos também, “ajeitar” o nome para que não fique apenas com letras em maiúscula, e fiquem da forma “habitual”: começando com maiúscula e terminando com letras minúsculas.

Para fazer isso, precisaremos:

  • Selecionar a coluna Nome Funcionario
  • Ir na guia Transformar (porque queremos editar os dados dessa coluna)
  • Optar por Formato
  • Escolher a opção mostrada abaixo (Colocar Cada Palavra em Maiúscula)

Teremos o seguinte resultado:

Curso de Power BI Aula1

Temos uma coluna de data de demissão dos funcionários. A partir dessa informação podemos inferir quem está na empresa (é um funcionário ativo), e quem não está (foi desligado da empresa).

Podemos, então, utilizar de uma ferramenta chamada de coluna condicional para representar uma nova coluna em que podemos tirar a situação do funcionário em relação à empresa.

  • Vamos até a guia Adicionar Coluna (pois vamos acrescentar uma coluna com esse resultado)
  • Clicar na opção de Coluna Condicional
  • Configurar da seguinte forma
Curso de Power BI Aula1

Explicação: Se a data de demissão for igual a “nulo” (nada preenchido), a resposta vai ser “Ativo”. Caso contrário, ou seja, a data da demissão estiver com algum valor preenchido, a resposta será “Desligado”.

Teremos o seguinte resultado:

Curso de Power BI Aula1

OBS: no Power Query não existe Ctrl+Z!

Então, para desfazer um passo feito, deveremos procurar pela etapa a ser desfeita nas Etapas Aplicadas (à direita), e apertamos no X vermelho à esquerda da etapa para “desfazê-la”.

Após tratar as tabelas no Power Query e fazer as modificações necessárias, iremos na guia Página Inicial clicar no ícone à esquerda de Fechar e Aplicar, para que as informações possam ser carregadas para o ambiente do Power BI (que ficarão na sua segunda guia, a de Dados).

As informações que foram tratadas em relação ao arquivo original irão contribuir para possíveis análises e relatórios a serem montados de uma forma mais direta e limpa.

Por isso, é muito importante tratar essas tabelas ou planilhas iniciais, porque elas servirão de insumo para os relatórios finais.

OBS: E se eu inserir novos dados na planilha em Excel?

O interessante de fazer esse tratamento todo no Power BI é garantir que, ao adicionarmos mais dados na planilha do Excel, ocorre atualização de dados automática.

Mantendo aquele padrão de preenchimento no Excel, teremos com apenas um clique no Power BI todo o tratamento de dados feito nessas etapas.

Assim, como mostrado no vídeo, com apenas um clique conseguimos atualizar os dados da tabela do Excel, e, se tivéssemos gráficos prontos, eles também seriam atualizados.

Conclusão – Curso de Power BI Aula1

Nesse post você lidou com:

  • Editor de consultas Power Query
  • Padrões de preenchimento
  • Atualização de dados automática

Valeu, Impressionadores! Fique ligado no nosso canal do Youtube para mais conteúdo de Power BI toda semana! Um abraço!

Hashtag Treinamentos

Para acessar outras publicações de Power BI, clique aqui!


Quer aprender mais sobre Power BI com um minicurso básico gratuito?

Quer receber um minicurso 100% gratuito de Excel? Preencha seu e-mail abaixo!