Blog

Postado em em 12 de julho de 2021

Estruturas Condicionais no Python – Como Utilizá-las?

Nessa aula vamos te mostrar o que são as estruturas condicionais no Python e como você vai utilizá-las para melhorar ainda mais seus códigos!

Caso prefira esse conteúdo no formato de vídeo-aula, assista ao vídeo abaixo ou acesse o nosso canal do YouTube!

Para receber a planilha que usamos na aula no seu e-mail, preencha:

Resumo

Nessa aula nós vamos te mostrar as famosas estruturas condicionais no Python!

Isso mesmo, vamos te mostrar IF, ELSE, ELIF e até mesmo o IF com a Estrutura de Repetição FOR.

Essas são estruturas muito úteis e você vai usá-las MUITO quando estiver escrevendo seus códigos, então é muito importante aprender para utilizá-las de forma correta.

O que vamos aprender nessa aula:

Como Usar as Estruturas Condicionais no Python

Antes de partir para a prática é bom entender o que é uma estrutura condicional, isso é bem simples, mas é importante que entenda bem!

Uma estrutura condicional, como o próprio nome já diz é uma estrutura que vai analisar uma condição e baseado no resultado dessa condição é que vamos executar uma determinada ação.

Vamos iniciar com a função IF, traduzindo ela significa SE. Então fica mais fácil de entender.

Um exemplo simples, SE 10 for maior que 5, então vamos executar uma ação, caso contrário não vamos fazer nada.

Então a função IF vai executar uma ação somente se a condição testada for verdadeira, nesse caso vai executar tudo que estiver dentro dela (com a indentação, espaçamento que temos abaixo do IF para mostrar que as informações fazem parte dele).

Estrutura IF
Estrutura IF

Aqui temos um exemplo bem simples para iniciar e já te mostrar a estrutura da função. Estamos definindo 2 variáveis e uma lista.

Logo abaixo temos duas funções IF para que você veja o que acontece. Na primeira quando deixamos somente if + a variável o Python vai verificar se essa variável é vazia ou não.

Ou seja, nesse caso ele só vai fazer a verificação se temos informação ou não dentro dessa variável.

Como temos 2 funções IF, as duas estão fazendo a mesma verificação, mas perceba que temos somente 1 resultado.

Nesse caso a variável nome tem uma informação, que é Daniel, então é verdadeiro, pois temos algo dentro da variável.

No segundo caso, como não temos informação o Python vai ver que a variável é vazia, portanto, não temos nada e com isso o resultado é falso.

Como o resultado é falso o Python não vai passar pelo código que está dentro do IF, ou seja, tudo que está dentro do IF será desconsiderado.

Isso quer dizer que só vamos ter o código dentro do IF sendo executado se a condição for verdadeira, caso contrário ele vai simplesmente pular esse código e passar para a próxima linha de código que esteja fora dessa estrutura.

Antes de ir para os próximos exemplos vamos aprender como usar operadores lógicos no Python, pois eles vão te ajudar muito nessas funções para poder fazer suas comparações.

Operadores Lógicos no Python
Operadores Lógicos no Python

Agora você vai ter uma noção melhor de como utilizar o IF sem apenas verificar se temos ou não informação na variável.

Agora podemos fazer comparações se um valor ou texto é igual ao outro, se um valor é maior, menor, igual… E assim fazer comparações mais específicas.

Estrutura ELSE
Estrutura ELSE

Aqui temos outro exemplo já utilizando a função ELSE (que seria o senão). Isso quer dizer que vamos primeiramente testar a informação do IF e se ela não for verdadeira nós vamos para essa opção.

Dessa forma teremos 2 resultados para essa nossa comparação, um para verdadeiro e um outro para falso.

Nesse caso é possível observar que fizemos uma comparação entre 2 números, e como a primeira comparação é falsa, ele já foi para o ELSE.

Então você vai ler, se valor1 é maior do que o valor2, então executa o que está dentro do IF, se não executa o que está dentro do ELSE.

Só que algumas vezes nós precisamos de mais de 2 resultados, como por exemplo um semáforo de trânsito.

Se tivermos verde, quer dizer que podemos passar, mas no amarelo já precisamos de atenção e no vermelho precisamos parar.

Então ao invés de utilizar 3 vezes a função IF ou usar IF ELSE e depois outro IF, nós temos a função ELIF, que seria basicamente a junção de um ELSE + IF.

Estruturas Condicionais no Python
Estrutura ELIF

Aqui temos uma variável com um texto e temos 2 opções, mas com 3 resultados. Primeiro vamos verificar se o texto é verde, se for temos o resultado acelerar.

Se o texto não for verde, nós vamos para a segunda comparação que é amarelo, então se for verdadeiro, teremos o resultado atenção. Junção do ELSE já que o primeiro não é verdade com um IF, pois vamos dar continuidade as verificações.

Por fim, temos o ELSE (senão), que independe da informação que temos, pois o ELSE ele só vai ser executado se as opções anteriores forem falsas, então é basicamente o que sobra.

Então se não é verde nem amarelo só poderia ser vermelho, então o resultado seria parar.

OBS: Nesse caso você percebeu que mesmo colocando um texto qualquer nós tivemos o resultado do que seria o semáforo em vermelho. Isso acontece por conta do ELSE e porque não colocamos nenhum outro IF para verificar se o texto é de fato vermelho.

Então é muito importante que você sempre verifique se está cobrindo todas as possibilidades para que não tenha um resultado errado.

Você vai ver muito isso quando estiver debugando (verificando por erros) um código, vai verificar se os resultados estão de acordo com o que precisa.

Nesse caso poderíamos ter colocado outro ELIF para verificar se o texto é vermelho e dentro do ELSE informar que a informação não é válida ou algo do tipo.

Estruturas Condicionais no Python
Estrutura IF com FOR

Aqui temos outro exemplo utilizando o IF com FOR para que possamos fazer várias verificações dentro de uma estrutura de repetição.

Nesse caso temos uma lista com alguns nomes e vamos percorrer todos os itens dessa lista para verificar se o nome é igual a Daniel.

Isso mostra que podemos utilizar a função IF, com ELSE, com ELIF e com FOR. Claro que em todos esses casos estamos utilizando a função print no Python.

Mas nada te impede de colocar um código que execute uma ação, que faça um cálculo, que busque uma informação.

São inúmeras as possibilidades, aqui estamos apenas mostrando a maneira mais didática para que você aprende como essas estruturas funcionam para que possa aplicá-las nos seus códigos!

Para finalizar vamos mostrar algo um pouco mais complexo que seria uma análise de ordens de uma empresa fictícia.

Estruturas Condicionais no Python
Junção das estruturas par um exemplo prático

Aqui nós temos uma lista com todas as ordens e precisamos identificar cada uma das ordens baseado no número inicial de cada uma delas.

Por isso estamos utilizando o [0] para obter a posição de número 0 (primeiro elemento) de cada uma dessas ordens.

OBS: No Python nós começamos a analisar os elementos da posição 0 ao invés de começar na posição 1.

Veja que rapidamente conseguimos fazer uma separação de todas as ordens sem a necessidade de analisar uma por uma, podemos fazer isso de forma automática!

Conclusão das Estruturas Condicionais no Python

Nessa aula nós te mostramos como utilizar as estruturas condicionais no Python e até como utilizá-las em conjunto para fazer análises mais detalhadas e complexas.

Agora você já pode começar a utilizar essas estruturas para melhorar seus códigos e deixar suas análises condicionais mais eficientes e até automáticas!

O importante agora é praticar para fixar esse conhecimento, pois essas são ferramentas que você vai utilizar sempre quando estiver programando!

Hashtag Treinamentos

Para acessar outras publicações de Python, clique aqui!


Quer aprender mais sobre Python com um minicurso gratuito?


Vire uma referência no Mercado de Trabalho por causa do Power BI!

Quer saber como? Inscreva-se no Intensivão de Power BI! É gratuito!