Blog

Postado em em 22 de outubro de 2022

Import no Python – Como Funciona? Explicação Definitiva!

Você já deve ter usado o import no Python, mas você sabe como ele funciona e quais os tipos de import que pode fazer no seu código?

Caso prefira esse conteúdo no formato de vídeo-aula, assista ao vídeo abaixo ou acesse o nosso canal do YouTube!

Para receber por e-mail o(s) arquivo(s) utilizados na aula, preencha:

Como Funciona o Import do Python

Você já deve ter utilizado o import no Python diversas vezes não é mesmo? Mas você sabe como ele funciona e as formas de importar no Python?

Nessa aula eu quero te mostrar como funciona o import e quais são essas formas de importar bibliotecas para dentro do Python!

Uso do import no Python

A ideia é te mostrar como funciona o import do Python, mesmo que você já tenha feito isso diversas vezes!

Você deve saber que quando importa uma biblioteca, nada mais é do que a importação de pacotes de código que alguém já criou e está disponibilizando.

Só que quando você tem mais de um código em Python dentro de uma mesma pasta, você vai poder importar informações de outro código.

Basicamente o import vai importar uma biblioteca para dentro do seu código, mesmo que você já tenha instalado você precisa importá-las sempre que for utilizar no seu código.

Arquivos de Python na mesma pasta

Aqui temos um arquivo senha.py que contém uma variável e uma função.

minha_senha = "123456"

def verificar_senha(nova_senha):
	if len(nova_senha) > 6:
	    print("Válida")
	else:
	    print("Inválida")

Isso quer dizer que vamos poder usar as informações desse arquivo em outro arquivo, ou seja, ele pode funcionar como uma biblioteca que você importa e usa as informações de dentro dela.

import senha

print(senha.minha_senha)
Import no Python

Aqui nós estamos trazendo a informação da variável que temos dentro desse arquivo. Veja que é a mesma estrutura que utilizamos ao usar uma biblioteca. Vamos colocar o nome da biblioteca + ponto + o que vamos utilizar da biblioteca.

import senha

print(senha.minha_senha)

senha.verificar_senha("1255")
Import no Python

Agora dá só uma olhada, nós podemos utilizar a função que está dentro desse arquivo também, assim como fazemos com outras bibliotecas, utilizamos alguma função para uma determinada atividade.

Isso é muito útil para que você não tenha que criar do zero, pois alguém já fez aquilo, então você pode simplesmente utilizar uma biblioteca para facilitar o seu trabalho.

OBS: Isso funciona se você já tiver criado um código com uma finalidade e precisa utilizar essa funcionalidade de novo em outro código. Você não vai precisar copiar e colar esse código dentro do que já tem, pode simplesmente importá-lo.

Agora vou te mostrar outra forma que utilizamos para importar.

from senha import minha_senha

print(minha_senha)
Importando apenas a variável do módulo senha
Importando apenas a variável do módulo senha

Aqui utilizamos o from, então do arquivo senha, vamos importar apenas o minha_senha. Isso quer dizer que aqui já podemos utilizar essa variável com esse mesmo nome.

Então não vamos precisar colocar senha.minha_senha, pois estamos importando apenas essa informação do nosso arquivo.

Quando utilizamos apenas o import, nós estamos importando todo o arquivo, então precisamos utilizar o nome do arquivo + ponto + o que vamos usar desse arquivo.

Uma maneira de ler seria, do módulo senha importe a variável x ou a função y.

from senha import *

Uma outra maneira é essa, utilizando o * após o import, aqui vamos ter a mesma finalidade do primeiro. Vamos importar tudo do módulo senha.

Então acaba sendo mais fácil importar o arquivo como fizemos no primeiro exemplo, mas é possível que você veja isso quando estiver estudando, então é importante que saiba do que se trata.

Conclusão – Import no Python

Essa foi uma aula curta para te mostrar como fazer a importação de bibliotecas independente do editor de Python que você estiver usando.

A ideia é que você entenda como importar tudo de uma biblioteca ou importar apenas uma informação específica.

Lembrando que você pode importar informações de outros códigos que você já tenha, que é basicamente o que é feito com as bibliotecas, você tem várias já instaladas e elas nada mais são do que um arquivo com códigos.

Então você importa aquele módulo para usar suas funcionalidades, sem precisar escrever um código que faça isso por você!

Hashtag Treinamentos

Para acessar outras publicações de Python, clique aqui!


Quer aprender mais sobre Python com um minicurso básico gratuito?

Quer aprender a criar Dashboards Incríveis no Excel para impressionar?Coloque seu e-mail e comece agora esse minicurso!