Blog

Postado em em 27 de março de 2020

Tabela Price e SAC no Excel (Sistemas de Amortização)

Nessa publicação vamos ver um pouco mais sobre os sistemas de amortização mais utilizados atualmente, os sistemas utilizados na Tabela Price e SAC.

Caso prefira esse conteúdo no formato de vídeo-aula, assista ao vídeo abaixo!

Para baixar a planilha utilizada nesta publicação, clique aqui!

O que é a Tabela Price e SAC?

Essas são tabelas relacionadas ao financiamento, que é muito comum para aquisição de imóveis. A tabela SAC (Sistema de Amortização Constante) é a modalidade mais comum de financiamento para imóveis. Como o nome já diz a amortização é constante, isso é, o valor da dívida que está sendo realmente abatido é constante, ou seja, o valor dessa amortização será um valor fixo durante esse pagamento.

A tabela Price é mais utilizada para outros tipos de financiamento, como o de veículos. Nesta modalidade temos que o valor da prestação é fixo, ou seja, neste caso sempre será pago um valor fixo todos os meses, mas neste caso a amortização vai aumentando conforme o tempo para que esse valor permaneça constante.

 

Quando utilizar esses sistemas?

Essas tabelas serão utilizadas para avaliar um tipo de financiamento, portanto o usuário poderá analisar as duas tabelas e verificar qual se adapta melhor. Vamos verificar um exemplo com cada uma das tabelas para que o usuário veja o funcionamento das duas e como utilizar cada uma delas.

 

Como construir a Tabela Price e SAC dentro do Excel?

Vamos iniciar com a tabela Price, onde a amortização é constante. O pagamento, ou seja, a parcela será constituída de dois valores: juros e amortização. Os juros serão cobrados em cima do saldo devedor, enquanto a amortização neste caso será constante baseada no valor do financiamento e na quantidade de parcelas.

 

Tabela Price inicial

Tabela Price inicial

 

A tabela Price é constituída de algumas informações importantes como: quantidade de parcelas, juros, amortização, pagamento, saldo devedor, financiamento e a taxa de juros ao mês. Todas essas informações são úteis para compor a tabela e dar ao usuário uma análise mais completa desse financiamento.

É importante saber que a amortização é que é o valor que vamos abater do saldo devedor, ou seja, esse valor que será descontado. Os juros por outro lado são quantias que serão pagas, no entanto não serão descontados do saldo devedor, pois se trata da taxa cobrada para o financiamento.

 

Primeira linha completa com valor de saldo devedor

Primeira linha completa com valor de saldo devedor

 

Para iniciar a tabela Price vamos começar com a primeira linha somente tendo o valor do saldo devedor, que é igual a célula H1. O próximo passo é começar pelo pagamento, pois esse valor será constante. Para isso vamos utilizar a fórmula PGTO do Excel.

 

Fórmula de pagamento (PGTO)

Fórmula de pagamento (PGTO)

 

Essa é a fórmula para calcular o pagamento. Essa fórmula possui 3 argumentos obrigatórios:

Taxa – que é a taxa de juros a ser paga;

Nper – que significa o número de períodos ou número de parcelas;

Vp – é o valor presente, que é quanto pegamos no período 0. Como estamos pegando um valor, ou seja, vamos ficar devendo. O valor a ser colocado neste argumento deverá ser negativo.

 

Fórmula de pagamento com os argumentos

Fórmula de pagamento com os argumentos

 

Ao pressionar Enter o Excel irá mostrar o valor da parcela que deverá ser pago. Como o valor da parcela para esse financiamento é fixo basta colocar na célula abaixo a fórmula =D3 e em seguida arrastar a fórmula para as outras células.

 

Fórmula aplicada as outras células, mantendo o mesmo valor - Tabela Price e SAC

Fórmula aplicada as outras células, mantendo o mesmo valor

 

O próximo passo é calcular quanto será pago de juros. Essa conta é bem simples basta multiplicar o saldo devedor da parcela anterior pelos juros.

 

Fórmula para obtenção dos juros

Fórmula para obtenção dos juros

 

Feito isso teremos 2 valores dentro da nossa tabela, os juros e o pagamento. Como o pagamento é composto por 2 valores, que são os juros e a amortização, podemos obter o valor da amortização simplesmente subtraindo o valor dos juros do pagamento efetuado.

 

Fórmula para o cálculo da Amortização

Fórmula para o cálculo da Amortização

 

Desta forma teremos o valor de amortização que foi pago nessa parcela.

 

Resultado da amorzitação

Resultado da amorzitação

 

Por fim será necessário calcular o saldo devedor da parcela atual, para isso basta pegar o saldo devedor anterior e subtrair da amortização da parcela atual.

 

Calculando o saldo devedor

Calculando o saldo devedor

 

Feito isso temos a linha preenchida com todos os dados. Agora basta arrastar a fórmula para as células abaixo.

 

Preenchendo toda a tabela com as fórmulas já utilizadas - Tabela Price e SAC

Preenchendo toda a tabela com as fórmulas já utilizadas

 

Temos então o nosso cenário com a tabela Price, ou seja, o pagamento total foi de R$10.661,85. Deste valor sabemos que R$10.000,00 foi do financiamento que foi feito e R$661,85 foram de juros.

Para a tabela SAC teremos algo bem similar, no entanto a amortização será constante, então devemos começar com o cálculo de amortização que nada mais é do que o valor do financiamento dividido pela quantidade de parcelas.

 

Fórmula para o cálculo da amortização

Fórmula para o cálculo da amortização

 

Faremos o mesmo procedimento que foi feito com o pagamento na tabela anterior, na célula logo abaixo vamos igualar a célula da fórmula, ou seja, vamos colocar na célula C4 a fórmula =C3.

Para os juros vamos fazer o mesmo procedimento da tabela Price, pois o cálculo é o mesmo.

 

Resultado do cálculo de juros e amortização - Tabela Price e SAC

Resultado do cálculo de juros e amortização

 

Como neste caso temos os juros e a amortização basta somar esses dois valores para obter o valor da parcela. E para finalizar vamos subtrair do saldo devedor o valor da amortização, que é o mesmo procedimento da tabela Price.

 

Tabela SAC completa

Tabela SAC completa

 

A única diferença que teremos na construção dessas duas tabelas é o cálculo de amortização e pagamento, os outros cálculos são feitos da mesma maneira.

É possível observar que neste caso da tabela SAC a quantidade de juros paga foi menor do que utilizando a tabela Price.

Nesta aula foi possível aprender o funcionamento das tabelas Price e SAC, como podemos construir elas dentro do ambiente Excel e verificar a diferença entre essas duas tabelas com um determinado financiamento.

Lembrando que o usuário poderá aumentar a quantidade de parcelas caso necessário, desta forma a tabela ficará maior, pois o pagamento será mais demorado. E poderá também testar com outros valores de financiamento e taxa de juros que o Excel irá atualizar esse valores automaticamente.

Está precisando de um curso de Excel, VBA ou Power BI no Rio de Janeiro ou em Niterói? Clique aqui para saber mais!


Quer aprender tudo de Excel para se tornar o destaque de qualquer empresa?